Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

O Aeroporto de Beja segundo a Ana…

 

 

Não serve para passageiros. (21 mil/ano lá para 2014)

Não dá para mercadorias. (os empresários que se organizem)

 

 Será que a Ana é boa moça para casar com o nosso Aeroporto?
publicado por bejahoje às 07:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

Exercícios filosóficos

                          Sōkrátēs                              Sócrates

 

Sōkrátēs buscava o Conhecimento. O seu método para alcançá-lo era o diálogo e a humildade em formular todas as perguntas.
Sócrates prefere o Desconhecimento. O seu método para alcançá-lo é o monólogo e a arrogância de calar todas as perguntas.
Um pensamento de Sōkrátēs - Quatro características deve ter um juiz: ouvir cortesmente, responder sabiamente, ponderar prudentemente e decidir imparcialmente.
Um pensamento de Sócrates - Quatro características deve ter um juiz: não ouvir escutas, responder obedientemente, ponderar nos riscos que corre e decidir se quer continuar a ter emprego.
Sōkrátēs provocou uma ruptura sem precedentes na Filosofia grega.
Sócrates provocou uma ruptura sem precedentes na auto-estima dos portugueses.
Sōkrátēs tinha um lema: Só sei que nada sei.
Sócrates tem um lema: Eu é que sei.
Sōkrátēs auto- intitulava-se "um homem pacífico"
Sócrates auto-intitula-se "um animal feroz".
Sōkrátēs foi condenado à morte por cicuta.
Sócrates foi condenado pelas escutas.
Sōkrátēs deixou-nos incontáveis dádivas.
Sócrates deixa-nos incontáveis dívidas.
publicado por bejahoje às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Pela boca morre o peixe…

 

Postado pelo Boga e Axigã só podia não é !
Há muitos sapos por engolir, é só ter paciência.
publicado por bejahoje às 16:55
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Magistratura de (pouca) influência

 

 

O senhor Governador Civil chamou ao seu Palácio os representantes dos trabalhadores das Minas Neves-Corvo, precisamente na véspera do inicio de uma greve que os mineiros se viram forçados a convocar.
Já agora seria também importante que Manuel Monge mandasse, ou pedisse à Administração da Somincor para vir ao seu Palácio no sentido de a sensibilizar para as justas reivindicações dos trabalhadores.
Seria boa ideia não!
publicado por bejahoje às 07:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2010

Banqueiros de toda a Europa...

 

 

Uni-vos e exultai
Vítor Constâncio vai ser o responsável pela supervisão do sistema bancário europeu.
A ter em conta o seu desempenho no Banco de Portugal nada temos a temer.
 
publicado por bejahoje às 00:34
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2010

Paparazzi?

 

Não, mas valeu, alegadamente,  750 mil euros a um dos protagonistas, valor esse pago pela PT.  Uma das questões  que se podem pôr é a de saber quantos votos trouxe Figo a mais para o PS com a sua participação na campanha de Sócrates. Era só para saber quanto é que custou cada voto desses à PT.
publicado por bejahoje às 00:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 13 de Fevereiro de 2010

A saga socrática e os valores do PS

 

Os regimes democráticos não são sinónimo de pureza de valores, estes uma vez conquistados, e de facto foram-no com o 25 de Abril, têm que ser mantidos com luta perseverante de quem deles mais beneficia, obviamente o povo trabalhador. Portanto, qualquer luta que seja travada contra a politica deste governo tem um profundo significado na defesa de valores democráticos.
 
A qualidade da democracia é aferida através de práticas políticas expurgadas de obscuridade, de corrupção, de favoritismos, de desigualdades de oportunidades, sobretudo perante a lei, e de arranjos de bastidores que privilegiam interesses de grupo em detrimento dos interesses da maioria.
A classe política dominante que acedeu ao poder nos últimos trinta anos em Portugal, tem vindo progressivamente a delapidar os valores democráticos.
 
A ser verdade o que vem a público, e tudo indica que grande parte do que é referido pelos órgãos de comunicação, correspondem a factos que ocorreram, Sócrates e o seu PS constituem protagonistas sem igual no ataque a valores democráticos. Inclusivamente em âmbitos em que poderiam diferenciar-se do PSD, revelam ser cada vez mais iguais, por ser mais que evidente a forma promíscua como se relacionam com o poder económico e o modus operandi habitual em que sistematicamente privilegiam interesses económicos para assegurar vantagens políticas em relação aos seus adversários.
 
Aliás, a mais importante conclusão que se pode tirar dos acontecimentos que vieram a lume é a utilização de posições económicas para constituir um grupo empresarial de suporte e, deste modo, assegurar o controle relevante de meios de comunicação social para obterem dividendos políticos. Para isso, estes senhores não olham a meios, teceram uma rede de influências que envolve empresários, gestores e políticos, que pela forma como agem, e atendendo às ilicitudes que praticaram a raiar actos crime, mais parecem protagonistas do crime organizado.
 
Face ao exposto, é natural questionarmo-nos: onde estão os valores que constituíram os fundamentos do PS? Este partido, com Sócrates na liderança, não só é uma agremiação que defende objectivamente o sistema capitalista, abandonando todos os valores humanistas de igualdade e de justiça social, como tem uma prática de gestão política que contribui para o reforço de um regime desregulamentado, em que o facilitismo oportunista se sobrepõe ao quadro legal, em beneficio de uma aristocracia política nitidamente ao serviço dos grandes interesses económicos. 
publicado por bejahoje às 22:27
link do post | comentar | favorito

Reflexão sobre a evolução das sociedades

 
 
 
O desenvolvimento da tecnologia e das formas de produção de bens e serviços são cada vez mais complexos e exigentes ao nível da organização dos respectivos processos trabalho. Os processos de trabalho estão naturalmente enquadrados numa ou noutra estrutura económica que acabam por ser dominantes, marcando inclusivamente a evolução histórica da humanidade, seja a escravatura, o feudalismo, o capitalismo ou o socialismo. A História reporta-nos para uma evidência clara, as estruturas económicas sucedem-se em função dos níveis de desenvolvimento das tecnologias e das formas de produção utilizadas pela Humanidade.
 
Esta realidade histórica pressupõe que, a muito longo prazo, a uma estrutura económica outra se lhe sucede, surgindo naturalmente a questão: porque é que isso ocorre? Há várias interpretações da própria história da humanidade para responder a esta questão. Apesar desta situação, no essencial há o reconhecimento de que uma dada estrutura económica, numa determinada fase histórica, contribui para o desenvolvimento e consolidação da respectiva base económica dominante, gerando processos de desenvolvimento tecnológico, acompanhados por crescimento de riqueza nas sociedades humanas, digamos que é a fase de crescimento e apogeu.
 
Mas, mais cedo ou mais tarde, a mesma estrutura económica cria obstáculos ao seu crescimento, traduzindo-se na sua fase de decadência, quando gradualmente se vão espoletando as bases de uma nova ordem que dará inexoravelmente origem a uma outra estrutura económica. Assim, a estrutura não permite o desenvolvimento e emergem contradições profundas entre a tecnologia, as forças produtivas e as relações que enquadram a produção. Estas contradições, mais tarde ou mais cedo, acabam por criar múltiplos conflitos, entre os quais surgem os políticos e os sociais. São os impedimentos ao progresso as grandes causas das roturas que põem em causa o próprio sistema de enquadramento da estrutura produtiva.
 
Em consequência, a classe social dominante começa a perder o controlo, a estrutura produtiva entra em colapso e uma forma de sociedade é substituída por outra. Foi assim que a escravatura deu lugar ao feudalismo e este, por sua vez, ao capitalismo. Nesta perspectiva o capitalismo não se eternizará na História da Humanidade.
 
 
 
 
 
publicado por bejahoje às 06:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

Tentaram tapar o Sol...

não com uma peneira, mas com uma manobra desesperada para esconder a verdade.

Até onde é que esta gente vai... ou até onde deixam esta gente ir? 

publicado por bejahoje às 23:23
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Metam lá uma cunha por nós...

 
Os sete autarcas socialistas do distrito de Évora vão solicitar uma audiência à ministra do Trabalho, Helena André, com o objectivo de colaborar com o Governo na adaptação de políticas sociais e de apoio aos desempregados no Alentejo.
“As medidas que estão a ser tomadas no combate ao desemprego podem ser melhoradas e adaptadas à excepcionalidade da região, em termos de envelhecimento populacional e o que isso significa para o desemprego estrutural”, disse o autarca de Reguengos de Monsaraz.
Será que não podem dar um toquezinho á senhora ministra sobre esta mesma situação aqui no distrito de Beja?
Já agora se não se importam façam lá esse favorzinho.
Obrigado
publicado por bejahoje às 00:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

»Contacto

bejahoje@sapo.pt

»mais sobre mim


» ver perfil

» seguir perfil

. 3 seguidores

»pesquisar

»Agosto 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

»posts recentes

» Regresso para breve, ou t...

» A Piscina de Beja

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Enxurrada em Beja...

» Beja Capital das contas c...

» Porque o dia 5 de Junho e...

»arquivos

» Agosto 2011

» Junho 2011

» Maio 2011

» Abril 2011

» Março 2011

» Fevereiro 2011

» Janeiro 2011

» Dezembro 2010

» Novembro 2010

» Outubro 2010

» Setembro 2010

» Agosto 2010

» Julho 2010

» Junho 2010

» Maio 2010

» Abril 2010

» Março 2010

» Fevereiro 2010

» Janeiro 2010

blogs SAPO

»subscrever feeds