Quarta-feira, 15 de Dezembro de 2010

Beja volta a ter festa de fim de ano.

 

Estão ultrapassadas as dificuldades financeiras que sustentaram o argumentário para a não realização da iniciativa no último ano, parece que a herança não era afinal tão pesada.

Parabéns

 

PS: Aguarda-se os comentários dos que, no passado recente, gritaram “o que eles querem é festas e foguetes”.

publicado por bejahoje às 00:27
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Anónimo a 15 de Dezembro de 2010 às 19:22
Vai ter e muito bem! Acho que pela primeira vez, vou passar o Revellion numa iniciativa deste tipo na nossa cidade.
De Tanas de Albernoa a 16 de Dezembro de 2010 às 09:19
Tam tam tam! tam tam tam, tam tam tam! Tam tam tam tam!
Não se houve mas é o meu trauterar do início do toque a SILENCIO!
De Tanas de Albernoa a 16 de Dezembro de 2010 às 13:56
Finalmente, uma merda que merece o meu aplauso: uma festa que promove a prata da casa! E há muito mais para mostrar...
Só espero é que o nosso edil chefe não se arme em estrela, e suba ao palco. Até porque não sendo de cá iria destoar dos momentos de prazer que se adivinham!
De Pedro o Louco a 17 de Dezembro de 2010 às 20:13
Todos os que aplaudem a festa do fim de ano na praça não se devem lembrar que em 2006 em 2007 e em 2008 houve festa rija até às tantas no Parque de Feiras. Parece que este executivo inventou a roda.
E podiam também perguntar se era possível esta festa e outras que têm havido antes e depois deste executivo se a praça não tem sido alterada pelo Polis. Um bocadinho de honestidade não fazia nada mal.
De Anónimo a 18 de Dezembro de 2010 às 17:03
Eu preferiria que este tipo de iniciativas ocorresse no parque da Ovibeja, pois gostaria de passar sem esses ruídos à minha porta.
Os centros das cidades não foram desenhados para festas. Devem ser dinamizados, com comércio, turísmo, passeios, etc, mas barulho, não.
Enfim terei que respeitar, é apanágio da democracia.
De Tanas d'Albernoa a 21 de Dezembro de 2010 às 11:38
Pedro maluco:
O que eu aplaudo é FINALMENTE que se faça uma festa com o que é da casa! Ou é proibido aplaudir? E já agora também te digo que quando a praça da república tinha o aspecto anterior, também aí se fizeram grandes festas, sem esquecer as 3 voltinhas dos cortejos «casamentais», tradição velha, que o Polis não respeitou... Não me fales do Polis, porra! Não me venhas com cantigas e histórias tristes. Pode haver quem aplauda. Mas cá o Tanas... o tanas!
De Anónimo a 18 de Dezembro de 2010 às 18:24
É "AguardaM-se", seu nabo!

Comentar post

»Contacto

bejahoje@sapo.pt

»mais sobre mim

»pesquisar

»Agosto 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

»posts recentes

» Regresso para breve, ou t...

» A Piscina de Beja

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Enxurrada em Beja...

» Beja Capital das contas c...

» Porque o dia 5 de Junho e...

»arquivos

» Agosto 2011

» Junho 2011

» Maio 2011

» Abril 2011

» Março 2011

» Fevereiro 2011

» Janeiro 2011

» Dezembro 2010

» Novembro 2010

» Outubro 2010

» Setembro 2010

» Agosto 2010

» Julho 2010

» Junho 2010

» Maio 2010

» Abril 2010

» Março 2010

» Fevereiro 2010

» Janeiro 2010

blogs SAPO

»subscrever feeds