Quarta-feira, 28 de Julho de 2010

Isto está mesmo quente…

Certamente por culpa do anterior executivo municipal, Beja vive por estes dias um tempo de canícula a que só os mais experimentados alentejanos suportam sem queixumes.

Vale a muitos nesta urbe, a conhecida eficácia da novel gestão autárquica, que conseguiu em tempo recorde, a recuperação do Jardim Publico, esse refrescante espaço, que muitos bejenses elegem como oásis na fuga ao calor.

Bem hajam…

publicado por bejahoje às 00:10
link do post | comentar | favorito
21 comentários:
De Anónimo a 28 de Julho de 2010 às 01:17
Mas ainda alguem ia ao jardim??
De ex-pcp a 28 de Julho de 2010 às 01:28
Em alternativa podem ir ao grande museu da rua do Sembrano que só nos custou 1,7 milhões de euros.

Podem não se refrescar, mas imaginem o que se poderia fazer com esse dinheiro sem aplicação prática nenhuma.

Ao contrário do que se diz, (tb noutros bloques aqui da praça) este sim foi a verdadeira ovelha negra do Polis.
De Anónimo a 28 de Julho de 2010 às 09:10
O Pólis foi uma espécie de rebanho de ovelhas negras com uma ou 2 brancas.

Quanto ao Museu de Sitio - http://tiny.cc/museusitio

"(...)Jardim Publico, esse refrescante espaço, que muitos bejenses elegem como oásis na fuga ao calor."?!?!?!?!?!
Ou tem memória curta ou anda a alucinar camarada!!!
De Anónimo a 28 de Julho de 2010 às 10:42
Na verdade, o Polis de Beja,que até foi dos primeiros e dos mais valorizados a nível nacional, ainda mói por aí muita gente. Mas, vocês que tanto falam, por acaso, só por acaso terão levantado essas e outras questões nos períodos de discussão e consulta pública? Por acaso, e só por acaso sabem que quem decide do(s) Pólis não é só a Câmara e que quem aprova é com responsabilidade do governo? Vejam lá mas é se viram as culpas (se a isso se podem chamar) pró vossos amigos xuxialistas ou xoxiais democratas, no(s) governos. Ou então é melhor deixarem de fazer figuras tristes.
De JP a 28 de Julho de 2010 às 16:39
Não fumes tanata droga...
De Anónimo a 28 de Julho de 2010 às 22:32
Felicito-o por ter estacionado no PS, quando mudar a sombra, provavelmente estacionará quiçá no PSD. Quanto ao Beja POLIS, foi uma das iniciativas mais requalificantes da cidade, dito por mestres nacionais de arquitectura, portanto pessoas que entendem da metier. Sobre o museu do Sítio, vulgo Sembrano , foi uma das obras esteticamente mais apreciada e que reuniu consensos porque a solução arquitectónica conciliou a museologia com o trabalho de arqueologia, que pode ser recomeçado. Opiniões são opiniões, muitos que criticaram a opção arquitectónica da Praça, hoje ilogiam-na pela vivência pública e cultural que veio proporcionar. Quem intervém no espaço público, tem que sujeitar-se a criticas. E ainda bem que é assim...
De Anónimo a 29 de Julho de 2010 às 00:48

Falar bem do valor arquitectónico de algo com o qual não tem de se viver é fácil e bonito.

Quanto ao Museu de sitio, leia o link acima, e pesquise mais no blog do autor sobre o tema e verá que os consensos reunidos são pouco claros.
De Anónimo a 29 de Julho de 2010 às 01:01
É justamente isso mesmo, arquitectura sobre algo com o qual não tem de se viver, pois não tem que ter as funcionalidades de um qualquer equipamento, trata-se tão somente de um centro de interpretação museológico. Relativamente aos consensos, sei do que estou a falar, tratam-se de críticas positivas no seio de círculos ligados à arquitectura, não necessariamente locais.
De Anónimo a 29 de Julho de 2010 às 12:03
O Pólis cá e noutros sitios era suposto requalificar e melhorar as condições de usabilidade dos espaços intervencionados, fazer intervenções apenas para serem 'interpretadas' por iluminados de cá e de fora e dão asneiras cujas rectificações deviam ser pagas directamente do bolso dos iluminados ignorantes que as aprovaram, dou-lhe os exemplos do separador central na Rua Antonio Sardinha aprovado com quase mais de 20cm de altura que teve de ser todo refeito, as lajes da Praça da Republica (nos EUA qq queda naquele sitio daria indeminizações das boas), Rotundas feitas à paposseco que tiveram de ser refeitas, mobiliário urbano patético e inutil que agora é inexistente (encontra muitas papeleiras pelacidade?), o lava patas que meteram no Jardim do Bacalhau (uma boa ironia tendo em atenção a visão de manada que certas pessoas têm do povo que dizem ser os defensores), etc... Se acha bom e de se gabar, obviamente não usa, nem tampouco usava os espaços intervencionados.

Atenção que nem tudo foi mau, mas o que foi mau, foi mesmo mau e a roçar um provincianismo patético.

Quanto à rua do Sembrano volto a dizer-lhe: Leia em http://tiny.cc/museusitio e fale com o autor do projecto original, o arquitecto Gonçalo Afonso Dias e depois veja bem a vergonha que representa o museu antes de o gabar.
De Justino, o Palhaço! a 28 de Julho de 2010 às 19:31
O q foi feito no Polis de Beja, foi feito pq a Camara quis, se ñ quisesse fazer algo alterava ou tentar encontrar uma solução, mas não.. siga lá destruir a cidade e criar elefantes brancos só porque sim.
E desde quando é q o jardim era/é um sitio muito procurado pelos Bejenses? talvez até há coisa de uns 10-12anos foi, mas desde ai até agora q aquilo tem estado ao abandono, a "esplanada" metia nojo, poucas condições na àgua, aquelas jaulas enfim, jardins semi-abandonados, àgua nojenta já tinha dito? O pessoal q se via lá eram alguns idosos e meia dúzia de pais a passear os filhos pequenos. Deixaram o Jardim morrer e agora culpam o executivo actual por estar a levar tempo nas obras q pretendem chamar e voltar a trazer pessoas para o jardim.
Que no sense.. enfim mas vindo do acefalo de q veio não me supreendeu em nada.
Ai Justino, Justino.. quando é q tomas juizo? :(
De Anónimo a 28 de Julho de 2010 às 20:52
Caro Miguel Góis, ainda perdes tempo a responder a estes gajos? Trata lá da governação que é para isso que a malta votou.
De Anónimo a 28 de Julho de 2010 às 22:43
O comentário que é feito revela raiva porque o autor não tem argumentos para contrariar os factos. Relativamente ao jardim, é um espaço para o qual há que forçosamente encontrar uma nova vocação, principalmente quando o Parque Urbano estiver com ensombramento pleno. Os sinais do nosso tempo apontam para aquele tipo de equipamento urbano e não para um espaço ajardinado com as características do Jardim Público. O executivo cessante tinha um projecto interessante em que transformava o espaço numa nova centralidade cultural, ligada à fruição de espaços abertos e espaços verdes e ao conhecimento e lazer, tipo jardim Glubenkian. Fica a ideia para ser desenvolvida pelo novo executivo.
De Maria das couves a 28 de Julho de 2010 às 20:53
Hoje estive na Praça da República, tem esplanadas, lojas e muito mais vida. Existe também mais espaço para estacionamento. São urgentes medidas de reabilitação do centro histórico.
De Anónimo a 28 de Julho de 2010 às 20:58
Maria que lojas? E as esplanadas sabe quando foram licenciadas? quanto ao estacionamento é uma opção que altera os novos conceitos de praça pública, mas é legitima
De Tomix Alentejano a 29 de Julho de 2010 às 00:30
Que lojas? Que esplanadas? Chamar esplanadas a palhacitos a brincar de abrir cafézinhos na Praça é giro LOL

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
De MG a 29 de Julho de 2010 às 08:03
Os comunas que, durante a longa noite da miséria e escravidão (36 anos), deixaram degradar o Jardim Público (e tudo o resto ...) vêm agora quais virgens púdicas, ao fim de nove meses de efectiva mudança decidida democraticamente pelo povo de Beja, exigir aquilo que eles nunca foram capazes de fazer: tornar esta cidade um local aprazível e com qualidade de vida.
Vão pró caralho!

MG
De Tomix Alentejano a 30 de Julho de 2010 às 14:25
Para MG:
Meu caro/a se não sabe fica a saber que a requalificação do Jardim é mais UM PROJECTO DOS COMUNISTAS , ( cdu ), porque destas cabecinhas pensadoras ainda não vi nada, que de diga que é bom para a Cidade e Concelho, a não ser a palhaçada falhada no castelo.
De Tomix Alentejano I a 30 de Julho de 2010 às 14:26
CORREÇÃO.

TOMIX ALENTEJANO I
De Enfim a 29 de Julho de 2010 às 11:43
Já agora aproveito, para perguntar como foi possivel deixaram abrir aquela casa de alterne, ou de putas como lhe quiserem chamar, que só atraiem escumalha e gente q bem q podia morrer longe, ao lado do PAX JULIA e do MUSEU. Sim ou não sabem o que é aquela "casinha" com luz vermelha logo ao lado do Pax Julia? Chama-se Regional e tudo! Isso decerteza q precisou de alguma licença de funcionamento pelo menos... e agora não tentem sequer culpar o actual executivo q isso já lá tá em funcionamento desde o vosso tempo de psuedo URSS - Versão Beja . Por um lado percebo q tenham tentado tentar ali todos os centros culturais ou de interesse cultural e que tentaram não desprezar a prostituição alentejana.
Beijinhos e Abraços :D
De enfim2 a 29 de Julho de 2010 às 11:48
Lembrei-me agora q talvez isso tenha estado contemplado no programa Polis! Deve ser um belo exemplo arquitectonico. E já agora se meia dúzia de "arquitectos" acharem que um 'pedaço de bosta de vaca é arte e um exemplo arquitectonico, o resto do pessoal tem q concordar? é tipo aquela estátua vermelha ao pé do Pax JUlia, que sentido tem aquilo para além de ser horrivel? e acreditam que a maioria dos bejenses pensa o mesmo. E quem diz isso diz outras coisas, mas enfim!
De Maria C a 29 de Julho de 2010 às 23:52
Uma artigo de António Revez no Correio Alentejo. Muitas ideias a ter em conta para a nossa cidade.
"O que se pode fazer com pouco dinheiro" em http://www.correioalentejo.com/?go=opinioes&auth=4

Comentar post

»Contacto

bejahoje@sapo.pt

»mais sobre mim


» ver perfil

» seguir perfil

. 3 seguidores

»pesquisar

»Agosto 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

»posts recentes

» Regresso para breve, ou t...

» A Piscina de Beja

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Coisas que se resolveram*...

» Enxurrada em Beja...

» Beja Capital das contas c...

» Porque o dia 5 de Junho e...

»arquivos

» Agosto 2011

» Junho 2011

» Maio 2011

» Abril 2011

» Março 2011

» Fevereiro 2011

» Janeiro 2011

» Dezembro 2010

» Novembro 2010

» Outubro 2010

» Setembro 2010

» Agosto 2010

» Julho 2010

» Junho 2010

» Maio 2010

» Abril 2010

» Março 2010

» Fevereiro 2010

» Janeiro 2010

blogs SAPO

»subscrever feeds